Este Blog permanece ativo 24 horas por dia e somente informa os que aqui chegam, com assuntos que circulam pela internet e jornais. Não categoriza nem afirma isso ou aquilo como verdade absoluta. Não pretende desenvolver uma doutrina, nem convencer ninguém. Mas apenas que possamos refletir em assuntos importantes de nosso dia-a-dia. Portanto, tudo que for postado são de conteúdo informativo, cabendo a cada um ter suas próprias conclusões.

domingo, 31 de maio de 2009

Voo 447: Air France divulga nacionalidades dos passageiros

A Air France confirmou, esta segunda-feira à tarde, que estavam 80 passageiros a bordo do avião que desapareceu na noite de domingo, depois de descolar do aeroporto Tom Jobim, no rio de Janeiro.

Ao contrário da informação inicial vinda da Secretaria de Estado das Comunidades portuguesas, afinal não viajava nenhum português. Também não embarcou nenhum angolano, ao contrário do que foi indicado num primeiro momento.

Familiares com dificuldade em obter informações

«Só por milagre teria gasolina»

Ainda de acordo com as informações da Air France, a lista de passageiros compreende as seguintes 32 nacionalidades: 73 franceses, 58 brasileiros, 26 alemães, nove chineses, nove italianos, cinco britânicos, seis suíços, cinco libaneses, quatro húngaros, três noruegueses, três irlandeses, três eslovacos, dois espanhóis, dois americanos, dois marroquinos, dois polacos, um argentino, um austríaco, um belga, um canadiano, um croata, um dinamarquês, um holandês, um estoniano, um filipino, um gambiano, um islandês, um romeno, um russo, um sul-africano, um sueco e um turco.

Por sua vez a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) revela que o número de brasileiros a bordo do avião desaparecido da Air France é de 52, semdo que um faz parte da tripulação.

De acordo com a Lusa, entre os brasileiros há alguns com dupla nacionalidade, o que segundo a ANAC, explica o facto de haver dados não coincidentes com os divulgados pelas autoridades brasileiras e francesas.


Voo 447: o maior acidente desde 2003 (cronologia)

Avião que partiu do Rio de Janeiro desaparece

Um Airbus A330-200 da Air France, que transporta 228 pessoas (216 passageiros e 12 elementos da tripulação) e fazia a ligação entre o Rio de Janeiro (aeroporto Galeão - Tom Jobim) e o aeroporto Charles de Gaulle, em Paris, desapareceu. A força aérea brasileira está a realizar buscas a partir da ilha de Fernando de Noronha, no norte do país, concentradas num local 290 milhas (466,7 km) a nordeste de Natal.

Voo 447: Brasileiros perguntam por Lula

As buscas contam com dois aviões da Força Aérea Brasileira (um C-130 Hércules e um P-95 Bandeirante) e três embarcações da Marinha brasileira.

Fonte

Igreja da Cientologia banida da Wikipedia

A Wikipedia baniu a Igreja da Cientologia de editar seus artigos naquela encyclopedia virtual. A decisão da Wikipedia constitui uma punição por repetidas edições de artigos alegadamente enganosos sobre aquele religião controversa, reportou o jornal "The Register".

Com 10 contra 1, a Assembléia da Wikipédia aprovou o banimento das edições de artigos feitos pelos usuários vindos de todos endereços IP da Igreja e seus associados, incluindo alguns editors individuais.

Contudo, as edições de artigos dificilmente vão parar definitivamente, principalmente agora que a encyclopedia criada pelo usuário tornou-se no site mais popular da internet e normalmente consta no topo dos resultados das buscas. Tentar controlar a entrada de conteúdos de uma dada companhia ou assunto tem-se provou-se ser uma tarefa bastante difícil, admitiu o fundador da Wikipédia Jimmy Wales.

A Igreja de Cientologia, fundada pelo escritor de fição científica L. Ron Hubbard em 1953, tem tido um longa e "sangrenta" história na internet. No passado, críticos à Igreja que se identificavam como "Anonymous" (Anónimos) mantiveram ataques violentos na Web à doutrina cientóloga, acusando a organização de ser uma seita que faz lavagem cerebral aos seus membros e "suga-lhes" financeiramente. A Igreja, que ensina que os humanos são seres reincarnados e que vivem em outros planetas, diz que são um religião legítima.

O caso, que começou em Dezembro, centra-se em mais de 400 artigos sobre a igreja ultra-secreta e seus membros.

Fonte

Vaticano destitui dois bispos africanos por terem mulher e filhos

Para os africanos, ter mulher e filhos é uma bênção do céu. Uma mentalidade da qual participam padres e bispos, que aceitam o celibato porque não têm outra solução, mas, na prática, muitos deles mantêm uma família com total naturalidade. Mas Roma segue apostando no celibato obrigatório e não admite exceções. Por isso, acaba de destituir dom Paulin Pomodimo, arcebispo de Bangui, e dom François-Xavier Yombandje, bispo de Bassangoa e presidente da Conferência Episcopal da República Centro-Africana.

A reportagem é de José Manuel Vidal, publicada no sítio Religión Digital, 28-05-2009. A tradução é de Moisés Sbardelotto.


Dom Paulin Pomodimo, bispo de Bangui

Trata-se de dois dos mais importantes bispos do país centro-africano. Sobretudo, dom Pomodimo que, aos seus 55 anos, era arcebispo da capital, havia sido presidente do episcopado e, além disso, havia tido um importante papel como mediador no recente conflito que assolou o país.

Na última terça-feira, o Vaticano confirmou, em um sucinto comunicado, que Bento XVI havia aceitado as renúncias do arcebispo de Bangui, Paulin Pomodimo, e do bispo de Bossangoa, dom François-Xavier Yombandje, de 52 anos. Roma não indicava a causa das renúncias dos prelados que, depois, se demonstraram forçadas.

No entanto, ambas as renúncias se produziram após a visita que o arcebispo Robert Sarah, de Guiné, e secretário da Congregação para a Evangelização dos Povos, dirigida pelo cardeal hindu Ivan Dias, acaba de realizar ao país. Trata-se do dicastério romano do qual dependem os episcopados dos chamados "países de missão".

A investigação do enviado romano havia concluído que o arcebispo Pomodimo mantinha "uma atitude moral que nem sempre foi conforme à sua decisão de seguir a Cristo em castidade, pobreza e obediência".

O visitador vaticano não foi além disso com relação ao arcebispo. Mas deixava entrever o motivo da destituição dos bispos. Além disso, falando em geral, defende que "muitos sacerdotes do clero local têm mulheres e filhos". E após denunciar os padres que têm "uma vida dupla", convida os que estão nessa situação a abandonar o "ministério".

Talvez por isso, em uma carta aberta ao clero da República Centro-Africana, seu chefe direto, o cardeal Dias, denuncia que "o Corpo de Cristo recebeu muitas manchas por causa de comportamentos escandalosos dos sacerdotes".

E acrescenta: "Não tem sentido negar o que todo mundo sabe. Também não é necessário julgar os motivos e as circunstâncias do mal cometido. Membros do clero nacional, diocesano e religioso, são, de uma forma ou outra, cúmplices da situação atual, e cada um terá que assumir sua própria culpa em proporção a sua responsabilidade pessoal".

Mas os padres da República Centro-Africana não pensam o mesmo que as autoridades romanas. De fato, como sinal evidente do respeito e do carinho que professam ao arcebispo de Bangui, anunciaram, na última quarta-feira, que estavam entrando em greve e que, portanto, não celebrariam nenhum sacramento.

Hoje, no entanto, voltaram atrás e se inclinaram por manter seu protesto contra Roma, mas sem causar prejuízos a seus fiéis. Os padres do país consideram que estão sendo "vítimas de uma campanha de desprestígio dentro e fora do país".

Reunidos no dia 24 na catedral de Bangui, os padres se manifestaram contra a renúncia de Dom Pomodimo e acusaram o Núncio do Papa de "discriminatório, parcial e seletivo" em seu juízo sobre a situação. Asseguravam ainda que os bispos e os sacerdotes brancos do país são "responsáveis por práticas semelhantes".

A República Centro-Africana conta com nove dioceses para atender aos 4,5 milhões de habitantes do país.

Fonte

Usuários online usuários online

sábado, 30 de maio de 2009

Pintar telhados de branco para combater aquecimento global


O ministro do Ambiente dos Estados Unidos propõem pintar telhados, estradas e pavimento, para combater o aquecimento global, noticia o «The Times».

Steven Chu acredita que esta medida pode equivaler ao corte das emissões de carbono correspondente à retirada de todos os carros do mundo durante 11 anos.

Segundo o Nobel da física, a cor branca reflecte os raios solares em 80 por cento, enquanto que as cores mais escuras apenas o fazem em 20 por cento. Nesse sentido defende a determinação de regulação para que todos os telhados sejam pintados nessa cor.

De acordo com Steven Chu, para além de reflectir os raios solares de uma forma mais eficaz, o impacto ambiental também se verificaria na redução de energia despendida com os aparelhos de ar condicionado, tendo em conta o arrefecimento dos próprios edifícios.

Esta ideia é influenciada no trabalho de Art Rosenfeld, membro da Comissão de Energia da Califórnia, que criou uma regulamentação, desde 2005, para que todos os telhados de edifícios comerciais do estado californiano fossem pintados com cores claras.

As industrias de tintas agradece...

Fonte


Festival tem chuva de ferro derretido


Na maior parte da China, o tradicional Festival das Lanternas é marcado com fogos de artifício.

Mas os moradores do povoado de Nuanquan, numa província vizinha a Pequim, a grande atração é o arremesso ao ar de ferro derretido.

Assista à reportagem.




sexta-feira, 29 de maio de 2009

Igrejas evangélicas unidas em nome das Metas do Milênio da ONU

O não mais patético de todos os jornais,O Jornal Nacional, resolveu dedicar uma semana inteira mostrando como as igrejas estão cooperando com a nova ordem mundial.Uma série de reportagens que estão sendo feitas, segundo as ordens do editor chefe do jornal Willian Bonner, conhecido por comparar os seus telespectadores com o desenho dos Simpsons, estão totalmente relacionadas com as metas do milênio.

O que está nos bastidores dessa notícia são associações como o projeto RENAS (Rede Evangélica Nacional de Ação Social) para ajudar a ONU com suas Metas do Milênio (essa parte da notícia o editor chefe do jornal não está divulgando até o momento) que foram totalmente inspiradas nos ensinamentos de Baha’u’llah. O projeto conta com a participação de várias denominações.

O que essas igrejas não sabem é que - as metas do milênio -somente serão alcançadas após a manifestação espiritual de Baha’u’llah e correm um grande risco de adorarem o cristo errado.

Esse jornal está fazendo com que as igrejas sejam reconhecidas pelos homens, através de seus atos de cooperação com a nova ordem mundial. Devemos sim ajudar o próximo, mas não através da ONU. O que a ONU quer é fazer com que as igrejas sejam reconhecidas por suas obras de caridade e ir contra a palavra de DEUS:

Quando, pois, deres esmola, não faças tocar trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, para serem glorificados pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão. (Mateus 6 : 2)

Mas, quando tu deres esmola, não saiba a tua mão esquerda o que faz a tua direita; (Mateus 6 : 3)

O resultado dessa desobediência pode ser visto no texto abaixo. Várias igrejas cooperando com a ONU e nem sabem quem a criou:

Organizações cristãs discutem e trocam experiências sobre ação social

Enfrentar a injustiça social e diminuir a pobreza no Brasil. Estes foram os dois principais desafios discutidos por quase 190 cristãos que trabalham com ação social no Brasil. Eles se encontraram no evento promovido pela Rede Evangélica Nacional de Ação Social (RENAS), nos dias 15, 16 e 17 de março, em Araçariguama, SP. O evento foi promovido com o objetivo de reunir organizações sociais evangélicas para a troca de experiências e de idéias e para fortalecer o processo de articulação da RENAS. Foram realizadas palestras, oficinas temáticas e plenárias sobre o trabalho social e as experiências das redes evangélicas de ação social em Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro e São Paulo.

Palavras chaves

Segundo Débora Fahur, do Grupo Gestor da RENAS, o evento aproximou alvos e metas em comum de organizações que, geograficamente, estão longe umas das outras. “Quatro palavras muito importantes foram citadas no encontro: denúncia, enfrentamento, expansão e oração. Elas soaram como um chamamento aos nossos ouvidos. Se este é o caminho que devemos seguir, vamos em frente!”, diz Débora.

Para Welinton Pereira, assessor da Visão Mundial, um dos pontos altos foi a participação dos membros do Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS), que desafiaram a Igreja envolver-se na construção das políticas públicas. “É uma tarefa onde a Igreja está em dívida com o Brasil. Temos o desafio de nos articular nacionalmente”, afirma Welinton. Um dos caminhos para essa articulação é, segundo Ademar Marques, conselheiro no CNAS e representante da ONG Habitat no Brasil, trabalhar em sintonia com os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), aprovados pelos países membros das Nações Unidas.

Se estivermos alinhados com as Metas do Milênio, estaremos alinhados com todo o movimento nacional e internacional de enfrentamento da pobreza no Brasil e no mundo”, acrescentou Ademar. O Grupo Gestor da RENAS aceitou o desafio e, de início, vai disponibilizar em sua página na internet mais informações sobre as metas. http://www.renas.org.br/?pg=show&registro=485&util=1

Fonte


Quarta-feira, dia do Touro


Estas imagens é de uma quarta-feira triste para Israel.

Atirado para o ar como um boneco, o toureiro espanhol Israel Lancho é vencido pelo touro em Madrid nessa quarta-feira.


Israel na luta antes de ser capturado pelo touro


A dor é vista em Israel Lancho da sua face, com o chifre penetrando o corpo dele



As feridas deixadas pelo touro é quase oito polegadas longo



O toureiro é levantado do chão como um trapo, um boneco, com chifre enfiado no seu lado


Fonte


Preso no Rio ex-deputado acusado de pedofilia





Depois de dirigir alcoolizado e Matar dois no Transito, deputado renuncia no Paraná.

Carli Filho passou por uma cirurgia para corrigir fraturas no crânio e na face e está internado em um quarto, consciente. Segundo sua assessoria, ainda será analisada a necessidade de uma nova intervenção.


'Sem privilégios'

Nesta sexta, encerrava-se o prazo para a apresentação da defesa de Carli Filho na sindicância aberta pelo corregedor-geral e pela Mesa Executiva.

No ofício entregue à Presidência da Assembleia por seu advogado, Roberto Brzezinski, Carli Filho diz que se envolveu no acidente “sem vontade direta ou indireta” e que transmite a todos os familiares e amigos dos dois rapazes “o meu sentimento de solidariedade espiritual”.

Foto: Reprodução/TV Globo

Foto: Reprodução/TV Globo

Ampliar Foto
Foto: Reprodução/TV Paranaense
Carro onde estavam as duas vítimas mortas
ficou destruído (Foto: Reprodução/TV Paranaense)

O deputado estadual do Paraná Fernando Ribas Carli Filho (PSB) renunciou ao cargo nesta sexta (29). Com a renúncia, Carli Filho perderá a imunidade parlamentar e terá de responder na Justiça Comum ao processo do acidente de carro no qual provocou a morte de dois jovens.

Desde o último dia 10, ele está internado no hospital Albert Einsten, em São Paulo. Carli Filho foi o único sobrevivente da colisão com outro veículo onde estavam Gilmar Rafael Souza Yared e Carlos Murilo de Almeida, que morreram no local.

Exame do Instituto Médico Legal de Curitiba apontou que o deputado estava alcoolizado no momento do acidente.

Ele já havia ultrapassado a quantidade de pontos da carteira de habilitação por causa de multas por excesso de velocidade. Foram 30 multas desde 2003, sendo 22 após ter assumido o mandato parlamentar. As infrações somam 130 pontos. Carli Filho não podia dirigir desde julho do ano passado.

O acidente aconteceu no dia 7 de maio, quase 1h da manhã, em um cruzamento de Curitiba. Câmeras de um posto de combustível que fica na esquina onde ocorreu a colisão registraram as últimas imagens do carro onde estavam os dois rapazes que morreram. Nas imagens, o carro das vítimas passa em frente ao posto e freia ao se aproximar do cruzamento. Quando avança, é atingido pelo carro do deputado que vinha na outra rua.

Ele afirma ainda que aguardará o processo e julgamento “sem prerrogativas funcionais ou privilégios de qualquer ordem para receber, como cidadão comum, a sentença que as circunstâncias do fato e a sensibilidade da Justiça determinarem”.

A assessoria da Assembleia Legislativa do Paraná informou que quem assume no lugar de Carli Filho é o segundo suplente, Wilson Quinteiro (PSB). O primeiro suplente, Mário Roque, não poderá assumir porque mudou de partido, saiu do PSB para o PMDB.

Na segunda-feira (1º), o presidente da Assembléia legislativa, Nelson Justus (DEM), lerá o pedido de renúncia na sessão e convocará o suplente para assumir o cargo.

Fonte


Livros distribuidos nas escolas fala em Drogas, Sexo e Violencia.

O governo de São Paulo enviou a alunos de terceira série um livro feito para adolescentes, que possui frases como "nunca ame ninguém. Estupre".

O livro “Poesia do Dia – Poetas de hoje para leitores de agora” foi enviado às escolas há cerca de duas semanas para ser usado como material de apoio. A obra é uma coletânea de poesias. Tem frases como “tome drogas, pois é sempre aconselhável ver o panorama do alto”; “Odeie. Assim, por esporte”, “Nunca ame ninguém. Viole” ou “Ao nascer, aproveite seu próprio umbigo e estrangule toda a equipe médica. É melhor não deixar testemunhas”

Livros

A publicação foi entregue a alunos da faixa etária de nove anos da rede pública de ensino do Estado de São Paulo. Foram distribuídos 1.333 exemplares.

Textos eróticos

“Memórias inventadas”, de Manoel de Barros, é outro livro inadequado. Desta vez, é para a sexta série. O livro do poeta premiado tem vários textos eróticos.

Foi entregue à reportagem do SPTV pela mãe de um aluno que pediu para não ser identificada. Ela disse que o filho dela teve de fazer um trabalho escolar a partir da obra que conta experiências sexuais.

Outro lado

O secretário de Educação de São Paulo, Paulo Renato Souza, admitiu que houve falha na escolha do livro “Poesia do Dia – Poetas de hoje para leitores de agora”. “Houve erro de descuido. É um erro que tem de ser reparado”. Segundo ele, os livros estão sendo recolhidos nas escolas.

Na semana passada, foi noticiado que a mesma secretaria havia distribuído a escolas um livro com histórias em quadrinhos com palavrões e conotação sexual.

Indicado para alunos de nove anos da terceira série do ensino fundamental, o livro "Dez na Área, Um na Banheira e Ninguém no Gol", com 11 histórias em quadrinhos de vários autores sobre futebol, chamou a atenção de coordenadores pedagógicos.

O material seria usado no programa Ler e Escrever, que reforça a alfabetização de crianças, e os alunos poderiam levar o livro para casa ou usar na própria escola.

Na ocasião, o governador José Serra disse que houve "falha" na escolha, pois o material é "inadequado para alunos desta idade", e que já determinou o recolhimento da obra. Disse ainda que foi aberta uma sindicância e os responsáveis serão punidos. Os resultados da sindicândia devem sair em 30 dias.

Em outro caso, também neste ano, alunos da 6ª série do ensino fundamental receberam livros em que o Paraguai aparecia duas vezes no mapa e a Venezuela foi esquecida.

G1

quinta-feira, 28 de maio de 2009

Meu Deus, Que qué isso?



Contador de visitas grátis

Alimentos pouco recomendáveis

Vinho em pó, queijos sem leite, produtos biológicos com componentes geneticamente
manipulados, frangos apátridas, laranjada sem laranja, entre outros: os nossos carrinhos de supermercado estão cheios de produtos que não têm muito a ver com que os rótulos anunciam. Em causa, as denominações impostas pela União, sob pressão dos grupos agro-alimentares.

O perigoso monstro é uma caixa quadrada em cartão plastificado, ornada de um magnífico pôr-do-sol. Foi baptizado “wine kit” [conjunto para vinho] e permite fabricar vinho em casa com cinco saquinhos de pós de perlimpimpim, nomeadamente concentrado de uva liofilizado, bentonite, dissulfito e sorbato de potássio, agentes fixadores sem qualquer identificação mais precisa. Requer vinte dias de elaboração, um processo complexo que exige tempo e um controlo preciso dos níveis de humidade e de temperatura. Se todas as condições forem cumpridas obtêm-se trinta garrafas do néctar de Baco, por quarenta euros mais portes de correio.

O pacote contém também “elegantes rótulos” que certificam que os recipientes de vidro contêm “barolo” [designação de origem de vinho produzido na região vinícola do Piemonte, Itália]. Barolo, mas em pó. Um nome sem nenhuma relação com as suas origens, ao ponto de poder-se mesmo “degustar” barolo branco.

Luca Zaia, o ministro [italiano] da Agricultura, arrumou-o muito apropriadamente naquilo a que chama “a galeria dos horrores”: um monte de “trafulhices” declaradas conformes às normas europeias e que desafiam a paciência do consumidor italiano. A Coldiretti [poderosa federação de empresas agrícolas] improvisou uma mini-exposição destes “monstros” num grande hotel de Bruxelas: queijos sem leite, produtos de agricultura biológica contaminados com OGM, frangos apátridas, laranjada sem laranja… “Todas as coisas que se encontram, sem darmos por isso, no cesto da dona de casa”, argumenta Sergio Marini, presidente da organização de agricultores. “As grandes superfícies angariam lucros jogando com a ambiguidade da informação.”

No Tribunal Europeu, essa grande copropriedade onde os intervenientes são cada vez mais numerosos, a tendência atual – fazer passar os interesses nacionais à frente dos interesses europeus – parece não ter limites. Vinho sem uva? Na Alemanha e noutros países do norte, há vários anos que se vindimam maçãs, framboesas e groselhas pretas. Nos seus mercados internos, chamam-lhe “vinho” e bateram-se para continuar a produzi-lo e até vendê-lo no estrangeiro. A Itália opôs-se, mas teve depois de resignar-se inapelavelmente ao voto maioritário que, sobre numerosas questões agrícolas, se produz por uma maioria milimétrica, de 14 (Estados da Europa do Norte e do Leste) contra 13 (países mediterrânicos e seus vizinhos). Permanece a esperança de que os consumidores identifiquem os rótulos e não se deixem confundir. A Coldiretti e o ministro não parecem convencidos disso.

No Conselho da Europa de Bruxelas são os lobbys mais fortes que levam a melhor: Alemanha, França, Escandinávia. Quase nunca é a Itália, que tem uma agricultura bastante melhor, tanto pela sua qualidade como pelas suas tradições e níveis de preços. Berlim defende com unhas e dentes as suas grandes criações e as suas imensas superfícies agrícolas. Os nossos agricultores dispõem de superfícies reduzidas e a cultura dos direitos, na Europa, é ainda uma ciência jovem, ainda presa à maldição que, na década de 1980, levou o Governo a fazer o mau negócio das quotas leiteiras em troca de apoios à siderurgia. Viu-se o resultado.

Marini quer que não se dêem tréguas a Bruxelas, para nos protegermos de ciladas. Como, por exemplo, as que se escondem por trás da abolição dos padrões e calibres mínimos para fruta e legumes, sob pena de termos no mercado produtos de refugo a preços incontroláveis. Ou ainda contra a autorização, em vigor desde Janeiro, de acrescentar até 10% de caseína no fabrico de queijos. E tem toda a razão. Mas isto não deve fazer esquecer o que a Europa fez pela nossa economia verde, a começar pela proteção das denominações controladas. No dia 1 de Julho próximo, vai chegar a classificação D.O.C para o azeite de qualidade de origens geográficas protegidas. Para os produtores, é uma vitória. A União Europeia, como todas as copropriedades, mostra ora o verso ora o reverso da medalha.

Fonte

Contador GRÁTIS

Procura-se Delinquentes, Ladrões e Bandidos, desesperadamente!!!

Prisão de Oostereiland, Holanda. Foto : Kroontjespen - DR.
Prisões fecham por falta de criminosos

Os responsáveis pela área da Justiça nos Países Baixos, acabam de anunciar o encerramento de oito cadeias, por falta de deliquentes. Os guardas prisionais não estão contentes com esta decisão
.


Os Países Baixos têm falta de delinquentes e, por isso, vai ser necessário fechar oito prisões. A Câmara dos Deputados organiza a partir de hoje um debate sobre a questão: como diabo se chegou aqui e a quem pedir responsabilidades?

Para resolver o problema, vamos importar delinquentes belgas, com vista a mantermos o nosso sistema penitenciário. Já estou a ver o nosso ministro dos Negócios Estrangeiros, Maxime Verhagen, a implorar aos colegas estrangeiros para expedirem os seus excedentes de bandidagem para o nosso país, a fim de manter os postos de trabalho no nosso regime penitenciário.

O debate foi pedido pelo VVD (liberais de direita) e o PVV (extrema-direita). O SP (Partido Socialista) também participa: querem garantias de emprego para o pessoal penitenciário. Verdadeiros socialistas, não percebem nada das leis do mercado. Está bem, vou explicar-lhes uma última vez: a baixa da oferta de bandidos provoca a baixa da procura de carcereiros.
O projeto da secretária de Estado da Justiça, Nebahat Albayrak, foi especialmente mal acolhido pelo VVD e pelo PVV, o que é lógico. A mensagem é demasiado positiva e corta-lhes os pezinhos cerce.

Há anos que os partidos de direita fazem crer aos seus eleitores holandeses que a criminalidade excede todos os limites, que a partir das 18 horas é um risco sair à rua, que os seus bairros se transformam em altenticos guetos. Dizem-lhes que é necessário um pulso de ferro, fechar esses indivíduos em prisão perpétua depois de lhes dar um tiro nos joelhos. Dizem que o corpo de polícia é constituído principalmente por polícias agorafóbicos e que os juízes são medíocres e demasiado tolerantes:

É necessário ter exterminado a família toda antes de receber finalmente um lugarzinho num desses hotéis de grande luxo, super-equipados, a que chamamos, por aqui, “prisões”. Por um mês, no máximo. É por isso que as celas estão vazias, dizem. É um milagre que ainda haja pessoas aferrolhadas, dado o número de penas transformadas em trabalho de interesse público e as que são enviadas para esses espaços especializados no acolhimento de tipos agressivos.

Pois é, senhoras e senhores, vejam onde chegou o nosso país!
Felizmente, existem alguns piratas no mar, que podemos encarcerar por cá, se não teria sido necessário fechar ainda mais prisões. De resto, não é de excluir que esses indivíduos em breve se andem a passear com uma pulseira electrónica numa rua comercial perto de si ou a caminho da Universidade, para estudar à nossa custa Oceanologia ou Literatura Africana.

Oh pobre Holanda!

Em suma, este discurso era fácil de fazer engolir aos eleitores, mas eis que a Albayrak nos vem dizer o contrário: que é necessário fechar prisões, devido à baixa de criminalidade. É um golpe baixo na direita. É como se levassem com um pano encharcado na cara. Não há nada mais mesquinho. É realmente o tipo de má farsa em que Nebahat Albayrak é especialista.

Vi o antigo procurador Fred Teeven (liberal de direita) no noticiário da televisão, no outro dia. Tinha um ar desesperado. É como se a Albayrak, com o seu infausto projecto, lhe tivesse retirado a razão de ser. Não me surpreenderia que Fred assaltasse um banco ou roubasse a carteira a uma velhinha antes do debate de emergência, só para mostrar que a luta contra a criminalidade não vai no bom caminho.

Fred Teeven sabe muito bem que a criminalidade está a baixar desde 1995, que as alternativas às penas de prisão dão frequentemente bons resultados e que os Países Baixos são afinal um país bastante seguro. Mas pronto, o medo constitui a base do negócio dele, do VVD e sobretudo do PVV, e não têm vontade nenhuma que lho tirem.

Fonte

Contador

Acredite se Quiser - Filmado na Australia por National Geographic

Quem pegou quem?

video

Desenvolvimento de sites

Só Vovôs



Contador gratuito

Futebol, Religião, Violencia e Morte


Um grupo de adeptos irlandeses protestantes do clube escocês do Glasgow Rangers espancou até à morte um irlandês católico, em Coleraine, depois de festejar a conquista do título do clube de Pedro Mendes na liga escocesa.

Segundo testemunhos locais, cerca de vinte adeptos com camisolas e cachecóis do Glasgow Rangers deslocaram-se ao bairro católico da pequena cidade irlandesa onde acabaram por cometer o homicídio. «Atacaram a primeira pessoa que lhes surgiu pelo caminho», contou Billy Leonard, um antigo polícia e político do partido nacionalista irlandês do Sinn Fein, referindo-se a diversos carros cheios de extremistas protestantes armados.

Kevin McDaid, de 49 anos, não resistiu aos ferimentos, enquanto a sua mulher, Evelyn, e o seu vizinho, Damien Fleming, também tiveram de receber assistência hospitalar. Damiel Fleming está mesmo em estado crítico.

Alan Johnson, reverendo protestante da cidade, contou que os adeptos do Rangers beberam em demasia nos bares de Coleraine enquanto assistiram ao jogo e depois atravessaram a ponte para o bairro católico. Um político católico, John Dallat, atribuiu a responsabilidade do ataque ao grupo paramilitar Associação de Defesa do Ulster.

Os confrontos entre as duas comunidades são frequentes sempre que o Rangers defronta o Celtic ou quando se define o título de campeão. O clube católico foi campeão da Escócia nos últimos três anos, mas perdeu o título para os protestantes no passado domingo.

A polícia isolou a área onde o crime foi cometido à procura de provas incriminatórias, enquanto nas redondezas vários adeptos do Celtic, vestidos de verde-e-branco, cantavam slogans anti-protestantes. A polícia local está de prevenção à espera de uma eventual retaliação.

Fonte