Este Blog permanece ativo 24 horas por dia e somente informa os que aqui chegam, com assuntos que circulam pela internet e jornais. Não categoriza nem afirma isso ou aquilo como verdade absoluta. Não pretende desenvolver uma doutrina, nem convencer ninguém. Mas apenas que possamos refletir em assuntos importantes de nosso dia-a-dia. Portanto, tudo que for postado são de conteúdo informativo, cabendo a cada um ter suas próprias conclusões.

quinta-feira, 1 de janeiro de 2009

Os vulcões mais impressionantes do Mundo

Um vulcão constitui o único caminho para a superfície terrestre, daquilo que ocorre nos níveis mais profundos da crosta terrestre. A palavra de vulcão deriva do nome do deus mitológico Vulcão. Em uma grande profundidade abaixo do manto da Terra, em uma baixa pressão magma Asciano, surgem lavas magmáticas dentro de câmaras por debaixo da crosta. Os pequenos caminhos proporcionam uma saída, contudo, com uma pressão intensa dando lugar a uma erupção. Vapor de água, fumaça, gases cinzas, como um filho são lançados na Atmosfera.

Um vulcão, em essência, é um aparato geológico de comunicação temporal ou permanente entre as profundezas e a superfície terrestre.
Os vulcões mais Impressionantes do Mundo

* Monte Fuji (Japão) 2337 pontos)
O Monte Fuji (富士山(ふじさん) Fuji-san), com 3.776 metros de altitude, é o pico mais elevado da ilha de Honshu Japão. Fuji é um vulcão composto. É considerado sagrado desde a Antiguidade. Atualmente é um famoso ponto turístico bem como um destino popular para praticar o montanhismo.

* Teide (Espanha)
(2.126 pontos)

O Teide é um vulcão considerado Patrimonio de la Humanidade desde 28 de Julho de 2007, situado na ilha de Tenerife (Ilhas Canárias, Espanha). Com uma altura de 3.718 metros sobre o nível do mar. É o pico mais elevado da Espanha.

* Kilimanjaro (Tanzânia)
(2014 pontos)

O Kilimanjaro é protegido por um parque designado Parque Nacional do Kilimanjaro, classificado pela UNESCO como Património da Humanidade. O degelo das geleiras no topo do Kilimanjaro é uma realidade. Estimadas em cerca 12 km² de extensão em 1900, recobrem hoje somente 2 km², e neste ritmo irão desaparecer em 2020. O aquecimento geral da Terra não explica este fenômeno, que pode também ser causado por uma lenta retomada da atividade vulcânica, que se manifesta por pequenas fumaças. A ascensão é tecnicamente fácil, mas longa e penosa pelo frio e pela altitude. A via mais freqüentada é a via Marangu. As outras vias praticadas são as vias Machame, Mweka e Shira. Aproximadamente 20000 pessoas tentam todos os anos alcançar o topo. Este número é controlado pelas autoridades da Tanzânia. Um dos mais belos contos de Ernest Hemingway - talvez seu mais belo texto - chama-se As neves do Kilimanjaro. Há um trecho antológico: "Era o topo do Kilimanjaro. Compreendeu, então, que era para lá que se dirigiam". Como curiosidade, o Kilimanjaro é o ponto mais alto da Terra a ter cobertura GSM para telefones celulares .

* Krakatoa (Indonésia) (1938 pontos)

Lightning in the eruption ash column of an explosion of Anak Krakatau (Nov 2010) (Photo: Tom Pfeiffer)
Krakatoa localizado no estreito de Sonda, entre as ilhas de Sumatra e Java, na Indonésia, reduziu para um terço de seu tamanho,quando o vulcão do monte Perboewatan, supostamente extinto, entrou em erupção no dia 27 de Agosto de 1883. A sucessão de erupções e explosões durou 22 horas. O saldo foi de 36 mil mortos. A sua explosão jogou poeira e fumaça a aproximadamente 27 km de altitude e foi ouvida a mais de 5.000 km, na ilha de Rodriguez, tendo os habitantes ficado surpreendidos com esta enorme explosão, o barulho chegou também até Constantinopla, na Turquia, Austrália, Filipinas e Japão. Acredita-se que o som das explosões reverberou pelo planeta ao longo de nove dias, e os efeitos atmosféricos da catástrofe, circundando o globo, deram lugar, durante vários meses, a estranhas transformações no nascer e pôr do Sol. É considerada a erupção vulcânica mais violenta dos tempos modernos. A cratera do vulcão era monstruosa: possuía aproximadamente 16 km de diâmetro. O vulcão não parou de cuspir lava e houve ainda outras erupções durante todo o ano. Antes da erupção, a ilha possuía quase 2 mil metros de altitude, mas após a erupção, a altura reduziu-se tendo se um lago formado na cratera do vulcão, onde vivem várias espécies de plantas e pássaros. Atualmente, na região da cratera, há uma nova formação rochosa em andamento chamada Anak Krakatoa (filho de Krakatoa), que já possui mais de 300 metros de altura, sendo que a cada ano aumenta em 5 metros aproximadamente. Todas as formas de vida animal e vegetal da ilha foram destruídas. Por causa das explosões, vários tsunamis ocorreram em diversos pontos do planeta. Perto das ilhas de Java e Sumatra, as ondas chegaram a mais de 40 metros de altura.

* Popocatepetl (México)
(1934 pontos)


Popocatepetl é um vulcão ativo localizado em México, no estado de Morelos, Puebla y México. A localização exata do vulcão é: 19:02 N, 98,62 W, este e 70 km sudeste da cidade do México. É um estratovulcão ativo, localizado a 60 km a sudeste da capital mexicana. O seu cume atinge 5.482 metros de altitude e é o segundo mais alto do México. Nos últimos dez anos, sempre no mês de Dezembro, entra em atividade, soltando colunas de fumaça que cessam gradualmente.

* Osorno (Chile) 
(1782 pontos)


É um Vulcão o estratovulcão (estrato) que se encontra situado na Cordilheira dos Andes, a beira do Lago Llanquihue, no Chile. Este vulcão deve seu nome devido a que se indica que era visível para os fundadores espanhóis desde a cidade de Osorno relativamente próxima. Tem una altura de 2652 metros e seu cone é Majestoso, oposto ao lado da Cidade de Frutillar. Sua inatividade vulcânica já se estende por mais de um século.

* Kilauea (Havai)
(1714 pontos)



Kilauea é um vulcão localizado no Parque Nacional de Vulcões do Havaípertencente aos EUA. Em Dezembro de 2005 uma parede de rochas desmoronou, causando um abismo de 18 metros à beira do mar e um rio de lava do Kilauea, que formou uma plataforma que dá continuidade ao continente. A queda de lava e rochas é a maior já registrada no Kilauea desde que entrou em erupção, em 1983.A mais recente erupção foi registrada dia 4/04/2008.Ele é ativo, na verdade é considerado o vulcão mais ativo de todos.

Misti (Peru)
(1499 pontos)
O Misti é um vulcão no formato de cone localizado no sudoeste do Peru, próximo de Arequipa. Com seus 5822 m de altitude, o vulcão é um dos símbolos da cidade que é a segunda maior do Peru com mais de um milhão de habitantes.
No inverno (de Maio a Setembro) é possível ver a bela paisagem do vulcão com o topo nevado. Estudos geológicos indicam que o Misti teve pelo menos 5 pequenas erupções no século XX, mas a última grande erupção ocorreu em 1870.

* Ojos del Salado (Argentina)
(1461 pontos)

O Ojos del Salado é um estratovulcão (estrato) com 6.893 metros de altitude, considerado o mais alto vulcão do mundo. É também a segunda mais alta montanha da América do Sul. Está localizado numa região bastante selvagem e muito pouco explorada da fronteira entre Argentina e Chile. Esta localizado 600 km a norte do Aconcágua, ponto mais alto dos Andes. Uma região de clima desértico. Faz parte do Círculo de fogo do Pacífico.

* Volcán de Colima e Volcán de Fuego (México)
(1454 pontos)
vulcão de Colima é o mais activo dos vulcões mexicanos, com mais de 40 erupções registadas desde 1576. Situa-se no complexo vulcânico de Colima do qual faz também parte o Nevado de Colima. O seu ponto mais elevado encontra-se a 3850 msnm.
Apesar do nome, apenas uma uma fracção da superfície do vulcão encontra-se no estado de Colima; a maioria da sua superfície encontra-se no estado de Jalisco, na extremidade ocidental do eixo neovulcânico, a 485 km da Cidade do México e 125 km de Guadalajara.

Desde 1869-1878, formou-se um conjunto de domos parasíticos no flanco nordeste do cone do vulcão de Colima colectivamente conhecidos como El Volcancito ou 1

* Paricutin (México)
(1352 pontos)
O Paricutín é um vulcão muito recente situado no estado de Michoacán, no México, entre as povoações de San Juan Parangaricutiro (El nuevo) e Angahuan. Está incluído em algumas listas das sete maravilhas naturais do mundo. A cidade mais próxima deste vulcão é Uruapan. A maior parte do desenvolvimento deste vulcão ocorreu durante o seu primeiro ano de existência (1943), enquanto se encontrava na sua fase piroclástica explosiva. Durante diversas semanas desse ano, um grande número de ruídos estranhos foram ouvidos pelos habitantes em torno da pequena aldeia de Paricutín, apesar das condições meteorológicas serem normais.

*
Monte Vesuvio (Itália)
(1289 pontos)


O Vesúvio é um vulcão ativo do tipo composto, que expele material em fluxo intenso. Localiza-se em Nápoles, atingindo uma altura de 1281 metros. Antes da tragédia de Pompéia em 79, o Vesúvio encontrava-se inativo havia 1500 anos. Só foram iniciadas escavações na região em 1738. Elas revelaram ruas, paredes de edifícios e até pinturas inteiras. Segundo Lacroix é designado «Vulcano-estromboliano» porque umas vezes existem explosões com grande produção de cinzas e lava espessa (do tipo vulcaniano) e outras eclodem com magma fluido, poucas cinzas, mas muitos gases explosivos, projetando materiais sólidos (do tipo estromboliano). Segundo Scarth é Pliniano, porque a sua lava é muito fragmentada e espalha-se por uma grande área, atingindo grande espessura (pode exceder os 100 km³ de volume). A coluna de gases e cinzas pode ter alguns quilômetros de altura.

* Nevado del Ruiz (Colômbia)
(1220 pontos)



Nevado del Ruiz é um vulcão nevado (em seu cume possui neve eterna apesar de estar ativo), situado na cordilheira Central, na Colômbia, nas áreas de Caldas e Tolima. Atinge os 5389 metros de altitude no cume. É o mais setentrional e maior desta cadeia vulcânica. É um estratovulcão, originado no período terciário, atualmente ativo, com fumarolas e emissões de cinzas. A última erupção importante ocorreu em 1985 e causou a destruição do município de Armero, provocando cerca de 25.000 mortes. O principal símbolo da tragédia de Armero foi Omayra Sánchez [1], que agonizou por 60 horas em frente às câmeras de televisão do mundo todo.

* Llullaillaco (Argentina / Chile)

(1059 pontos)

Llullaillaco é um estratovulcão localizado na fronteira entre Argentina e Chile. Situado na Cordilheira dos Andes, atinge 6.739 metros de altitude.

* Pacaya (Guatemala)
(1052 pontos)



O Vulcão Pacaya fica a 2552m de altura. Desde 1565 houve pelo menos 20 erupções, mas a partir dos anos 60 o Vulcão tem estado continuamente activo. Por esse facto, a subida ao Vulcão Pacaya torna-se um dos especiais pontos de interesse das redondezas de Antigua. Aliás, se o tempo não estiver muito nublado, é possivel ver o Vulcão Pacaya desde Antigua.
O especial interesse que este Vulcão tinha para mim era a possibilidade de ver a lava ao vivo, coisa que não tinha presenciado nas outras subidas que fiz a Vulcões.
Na subida a este Vulcão temos de ter especial cuidado como caminhamos, pois a pedra por onde caminhamos está em alguns pontos extremamente quente, e é perigosamente afiada, resultando facilmente em vários cortes nos membros.
E aqui vão as fotos da minha subida:

* Shiveluch (Rússia)
(1040 pontos)

Shiveluch (ou Sheveluch) é o mais ativo vulcão ao norte da península de Kamchatka, na Rússia. Eleva-se a 3283 metros de altitude e suas erupções são geralmente explosivas. É um vulcão do tipo estrato. Nos últimos 100 anos quatro grandes explosões romperam suas encostas laterais em 1964, 1970, 1995 e 1999.
A Webcam mostra o vulcão visto da cidade de Klyuchi, 46 km ao sul da montanha.

Coletânia & 20 Minutos

contador de acessos

5 comentários:

  1. Os vulcões são belos e ao mesmo tempo mortíferos. Sem dúvida o mais lindo é o Monte Fuji.

    ResponderExcluir
  2. adorei o post, as fotos estão lindas, faltou alguns, como o Mauna Loa - Hawai, o Etna - Itália, ou até o Monte Tambora - Indonésia, mas ta muito legal!!

    ;D

    ResponderExcluir
  3. Os vulcões e tudo em si esta lindo mas tem pouca informaçao sobre eles...

    ResponderExcluir
  4. Os vulcões são uma coisa bela do mundo !!

    Adorei que tivessem metido isto pois me ajudou bastante !!
    Brigada =D

    ResponderExcluir
  5. Que sorte estarmos no Brasil, por aqui não existem vulcões como esses...

    ResponderExcluir